Magritte
Search e Contactos
Blogger

Feed Tugir Google Reader
Google


View blog authority

Home Page
Página Principal


Portugal

Mail@Mail:
Geral Tugir
Luis Novaes Tito [LNT]
Carlos Manuel Castro [CMC]


Portugal 2007



Arquivos
Janeiro 2004

Fevereiro 2004

Março 2004

Abril 2004

Maio 2004

Junho 2004

Julho 2004

Agosto 2004

Setembro 2004

Outubro 2004

Novembro 2004

Dezembro 2004

Janeiro 2005

Fevereiro 2005

Março 2005

Abril 2005

Maio 2005

Junho 2005

Julho 2005

Agosto 2005

Setembro 2005

Outubro 2005

Novembro 2005

Dezembro 2005

Janeiro 2006

Fevereiro 2006

Março 2006

Abril 2006

Maio 2006

Junho 2006

Julho 2006

Agosto 2006

Setembro 2006

Outubro 2006

Novembro 2006

Dezembro 2006

Janeiro 2007

Fevereiro 2007

Março 2007

Abril 2007

Maio 2007

Junho 2007

Julho 2007

Agosto 2007

Setembro 2007


Apontadores, Alojamentos e Ferramentas
APDeites
APDSI
Blogo
Blogopédia
Blogs no Sapo
Blogservatório
Dead Links
Directório Paralaxe
Frescos
Gartner
NewsFeeder
Posto de Escuta
Trackback
Weblog.com.pt/


Para saber...
Destakes . Today's Front Pages

Estudos sobre o Comunismo
Opus Dei
Grande Oriente Lusitano
News Feed




Blogs

<- A ->
Abencerragem
Abjurado
Abrangente
Abrigo de Pastora
Abrupto
Absolutamente Ninguém
Absorto
Abstracto Concreto
Actos Irreflectidos
Adufe 4.0
Africanidades
Água Lisa (6)
Aguarelas de Turner
Alberto Velasquez
Aldrabas, Batentes e Fechaduras
Alfragide XXI
Algures Aqui
Aliviar o Pensamento
Almocreve das Petas
Um Amor Atrevido
Amicus Ficaria
O Amigo do Povo
Anarca Constipado
Arcádia
Ardelua
Arrastão
Arroios
A Arte da Fuga
Arte de Opinar
O Artolas
Aspirina B
Atento
Atribulações Locais
Átrium
Avatares de um Desejo
Avenida Central
Axonios Gastos

<- B ->
A Barbearia do Senhor Luís
Bazonga da Kilumba
Bem pelo contrário
Bica e Bagaço
Bichos Carpinteiros
O Bico de Gás
Bisca dos 9
Blasfémias
Blogame Mucho
Blogdozé
Blog Operatório
Blogotinha
Bloguítica
Blue Lounge
Bomba Inteligente
Bonfim
Briteiros
Butterflies & Fairies

<- C ->
O Cachimbo de Magritte
Caetera
Cais da Linha
Câmara Corporativa
Canhoto
Cão com Pulgas
Carlos Alberto
O Carmo e a Trindade
Carreira da Índia
A Causa foi Modificada
Causa Liberal
Causa Nossa
Mas Certamente que sim
Cinco Dias
Claro
Click Portugal
Cogitando
Confraria das Bifanas
Congeminações
O Condomínio Privado
Contra Capa
Corta-Fitas
Crítico
Crónicas Alfacinhas

<- D ->
Dar a Tramela
Descrédito
Despertar da Mente
A Destreza das Dúvidas
Destak
Devaneios Desintéricos
2 + 2 = 5
2 Dedos de Conversa
Defender o Quadrado
Dia da Espiga
O Diplomata
DoteCome Blog
- 273,15º C

<- E ->
Economia & Finanças
Elba EveryWhere
E.N 101
Ensaio Geral
Errante
Escaninho
O Escudo
Espumadamente
Esta Lisboa que eu Amo
Estrada Poeirenta
Estranho Estrangeiro
Expresso Conspiracy
Expresso Direcção

<- F ->
Faccioso
Fayal
Faz-te ao Largo
Filhos Perdidos
Fim de Semana Alucinante
Food-i-do
Foram-se os Anéis
A Forma e o Conteúdo
Forum Campo de Ourique
Forum Cidadania
Forum Comunitário
Freelance
French Kissin'
Fumaças
O Futuro Presente

<- G ->
Galo Verde
Gazeta Lusitana
Geração Rasca
Gestão/Marketing
Glória Fácil
Grande Loja Queijo Limiano

<- H ->
Há Mouro na Costa
Hoje há Conquilhas
O Homem do Leme

<- I ->
Ideias Soltas
Ilhas
A Ilusão da Visão
In Absentia
Inclusão e Cidadania
Incoativo
Incontinentes Verbais
Insinuações
O Insurgente
A Insustentável Leveza
Íntima Fracção

<- J ->
Jardim de Luz
JNPDI
João Soares
Jornalismo e Comunicação
JS Famalicão
JS Tomar
O Jumento

<- K ->
Klepsýdra
Kontrastes 2.0
Kontratempos

<- L ->
Lapas do Almonda
Legalices
A Lei do Funil
Letras com Garfos
LiBlog
Linha de Cabotagem
Linha de Conta
Lisboa Lisboa
LisbonLab
Lisbon Photos
Da Literatura
Lóbi do Chá
Loja de Ideias
Luminiscências
Lusofin
Luz e Dias

<- M ->
Macroscópio
Mader Focar
Mais Actual
Malaposta
Manos Metralhas
Mar Salgado
Margem Esquerda
Margens de Erro
Marquesa
Marretas
Ma-Shamba
Mau Tempo no Canil
Meia Laranja
Meia Livraria
Memória Virtual
Minha Rica Casinha
Miniscente
Miranda e Eu
Miss Pearls
Mitos Rurais e Urbanos
O Mocho II
A Montanha Mágica
Mudar a Máquina do Estado...
Muito cá da Casa
O Mundo Perfeito
Mundo Pessoa
Murcon
Murro no Estômago

<- N ->
Nada mais Claro
Nelsu, uma preta!
Nimbypólis
A Nossa Rádio
Os Nossos Queridos Jornalistas Desportivos
Notas ao Café
Notas Verbais
Nova Floresta

<- O ->
Objectiva 3
Ocasionalidades
Office Lounging
Oito Cinco Oito (858)
Ondas 3
On the Road Again
Opinar para Avançar
A Origem das Espécies

<- P ->
Palavras de Ursa
Pantalassa
A Par e Passo
A Partir de Inglaterra
Passado/Presente
Os Pássaros
Pé de Meia
Pedro Santana Lopes
Penamacor
Penduras
Pensamentos
Pequenos Nadas
O Perdigueiro
O Plagiário
Poeta sem poesia
Poetry Café
Política Maluca
Eu sou o Politicopata
Ponte Europa
Ponto Média
Pornograffiti
Porto das Crônicas
Por Tu Graal
Portugal dos Pequeninos
Do Portugal Profundo
Povo de Bahá
PS Ajuda
PS Belém
PS Lumiar
Publicista
Pura Economia
Puro Arábica

<- Q ->
Quarta República
Quase em Português

<- R ->
RandomBlog02
The Record Keepers
Regi Linda
Relações Internacionais
Respirar o Mesmo Ar
O Restaurador da Independência
Retórica
Retorta
Revisão da Matéria
Rititi
A Rosa
Rua da Judiaria

<- S ->
Santa Terrinha
Saude, SA
Sem Estrada
Setairis
Sinais Tortos
Sobre o Tempo que Passa
Solidariedade e Cidadania
A Sombra da Bananeira
A Sombra do Convento
SOS Acriticismo
Substrato
Suspeitix

<- T ->
Tasquinha
Tempo dos Assassinos
O Tempo das Cerejas
Timshel
Tomar
Tomar Partido 2
Toxana
Tralapraki
31 da Armada

<- U ->
Último Reduto
Ultraperiférico

<- V ->
Vento Sueste
Véu da Ignorância
A Vida Breve
Vida das Coisas
25 centímetros de neve
VoxBlogs Magazine
A Voz do Povo


RIP
<- A ->
Abnegado
Abrir Lisboa
Adufe
Água Lisa (0) (Bota Acima)
Água Lisa (1)
Água Lisa (2)
Água Lisa (3)
Água Lisa (4)
Água Lisa (5)
<- B ->
Barnabé
Blogolento
Bombyx Mori
<- C ->
O Carimbo
Cidadania Europeia
Cidadão Livre
Cidadãos por Lisboa
<- D ->
O Desenvolvimento Sustentável
<- E ->
O Espectro
Estaleiro
<- F ->
Forum Cidade
<- G ->
Guterres 2006
<- J ->
Janela para o Rio
Jaquinzinhos
O Jumento (Blogdrive)
<- M ->
Manuel Alegre Campanha
Manuel Alegre-Alargar a cidadania
Manuel Alegre - O Quadrado
Manuel Alegre(SG-PS)
<- P ->
O País Relativo
O Pastelinho
Penduras (antigo)
Pulo do Lobo
<- S ->
SIM (Portal)
De Socas nos Pés
Super Mário
<- T ->
Ter Voz
Terras do Nunca
Tratado da Constituição Europeia
<- W ->
Westerpart
<- V ->
Victum Sustinere
Viva Espanha
Votaria SIM
Vozeirão Virtual
<- X ->
Xicuembo


Portal do Governo - Programa XVII Governo (PDF)
- Programa Eleitoral PS (PDF)

Presidência da República

Comissão Nacional Eleições . TuCows

C/Net . TuCows

Apdeites . PTbloggers

You Tube . Metacafe

BlogPulse . BlogIceRocket

SNAP . SNAP

Google Search . Dir M Busca

Blog Search . Technorati

UEFA

More blogs about http://tugir.blogspot.com


Jiminy Cricket

Sitemeter Summary Sitemeter Referrals Sitemeter Gráfico Contador (ext) Imagens Webmail Blogger www2 Dicionario




Comunicação Social (Portuguesa)
Jornais
Açoriano Oriental
Antena 1 (P. Rolo Duarte)
A Bola
Correio da Manhã
Democracia Liberal
Destak
Diário dos Açores
Diário de Aveiro
Diário Digital
Diário Económico
Diário de Notícias
Expresso
Fábrica de Conteúdos
O Jogo
Jornal do Fundão
Jornal de Negócios
Jornal de Notícias
Lusa
O Primeiro de Janeiro
O Público
Rádio Clube Português
Rádio Comercial
Record
RTP
Sábado
Sapo XL (ver SIC directo)
SIC
SOL
TSF
TVI
TVNet
Visão
SICn ao vivo
SICn ao vivo


Comunicação Social (Estrangeira)
Jornais
Al Jazeera English
BBC
CNN
Le Figaro
Google News
Guardian Unlimited
Lisbon Times
Le Monde
El Mundo
MSNBC
NASA TV Public Channel
The New York Times
El Pais
Reuters
Time
The Times
USA Today
Veja


Outros WebSites

Ingrid Betancourt
Ingrid Betancourt

Liberdade Sequestrados FARC
Assinaturas Sequestrados FARC
Referências Sequestrados FARC

Stop Executions
Stop executions now

1º Aniversário TUGIR
1º Aniversário
Post Aniversário
Textos Blogs



2º Aniversário TUGIR
2º Aniversário
1º Post Aniversário
2º Post Aniversário
3º Post Aniversário
Textos Blogs



Jorge Sampaio
Comunicação de 2004-07-09
(Sampaio - Comunicação ao País)


Jorge Sampaio
Comunicação de 2005-03-12
(Sampaio - Posse XVII Governo)


Jorge Sampaio
Comunicação de 2004-12-10
(Sampaio - Dissolução AR)


Jorge Sampaio
Comunicação de 2005-07-17
(Sampaio - Posse XVI Governo)


José Sócrates
XV Congresso PS 2006
(Sócrates - Encerramento)


Aníbal Silva
Intervenção de 2006-03-09
(Silva - Tomada de posse)


Internacional

Tony Blair
Intervenção de 2005-06-23
(Blair - Parlamento Europeu)


Tugir em português
Magritte


online
quarta-feira, junho 30, 2004
 
Jorge Sampaio
[00.735/2004]
Entrelinhas?

O Presidente da República no final do jogo estava, como qualquer português, visivelmente satisfeito com o resultado. Mas, na intervenção que fez, quereria Jorge Sampaio dizer algo mais quando realçou a importância de os portugueses manifestarem neste momento uma grande onda de mobilização e que esta onda se deve manter em acontecimentos futuros?
CMC
11:41:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Bandeira Portuguesa[00.734/2004]
NA FINAL

Agora, para termos na final um grande espectáculo de futebol, venha a República Checa.
CMC
10:12:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Portugal Holanda
PortugalPortugal Holanda



[00.733/2004]
Portugal - Holanda

Aos poucos despacharemos todos os laranjas para a Europa! (Mao Tse José)
LNT
Três golos portugueses...
7:30:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 

[00.732/2004]
Anti-stress

É verdade Carlos. Também vi essas e outras bandeiras quando passei pela Valentim de Carvalho nas Amoreiras onde comprei estes dois super-relaxantes discos de música brasileira.
Duas vozes no feminino, Paula Morelenbaum (Berimbau) e a espantosa de morrer Bebel Gilberto.
Para beber até à última gota, antes da laranjada.
LNT
7:09:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Bandeira Monárquica[0.731/2004]
Ainda a bandeira

Ao passar pelas Amoreiras, deparo-me com um grupo considerável de compatriotas, grudados na montra da Loja Singer, observando, nas diversas televisões em exposição, a passagem do autocarro da selecção nacional pela ponte Vasco da Gama.
Mas, coincidência das coincidências, quando saí do piso superior e desci a grande escadaria, qual não é a minha surpresa quando vejo esta bandeira (à esquerda) colocada num local de grande destaque.
Bem, azul e branca ou verde rubra (a minha preferida), o importante é a vitória portuguesa.
CMC
6:41:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Matrecos

[00.730/2004]
O onze inicial

Com base no plantel que foi seleccionado e se apresenta, é de fácil, para não expressar óbvia, compreensão que a maioria dos convocados é favorável à disputa.
CMC
2:55:00 da manhã . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
PS[00.729/2004]
Congresso

Pergunta-me o Rui do Adufe porquê é que Ferro Rodrigues resolveu convocar um congresso para Novembro de 2004?
Vou responder informando desde já que não sou porta-voz do Partido Socialista, nem tenho qualquer cargo a qualquer nível de qualquer estrutura do PS e que, por isso, o texto que se segue é a minha opinião, pura e simples.
Em primeiro lugar, ainda antes da resposta à pergunta, três pequenos esclarecimentos de enquadramento:
1. A grave crise política existente em Portugal deve-se única e exclusivamente à futura demissão do Primeiro Ministro, a seu pedido. O Partido Socialista nunca pediu a demissão do actual Governo. Nem antes, nem depois das eleições Europeias.
2. O Partido Socialista vive em completa normalidade democrática. Não existe qualquer crise de liderança no PS, nem qualquer problema estatutário. As intenções de candidatura ao cargo de Secretário-Geral do PS apresentadas por diversos militantes do PS, decorreram de um cenário normal de pré-Congresso Nacional (marcado nos termos estatutários para Novembro de 2004). Nunca esteve e não está em causa a legitimidade do actual Secretário-Geral do PS que foi eleito por dois anos, com 1198 votos a favor, 27 votos contra e 23 votos em branco.
3. Ao contrário do que normalmente se tem dito, caso o Presidente da República entenda que deve convidar o PSD a formar Governo, não se trata de uma remodelação, mas sim de um novo Governo. Assim sendo, teremos tudo de novo, incluindo um novo programa de governo a ser aprovado na AR.
Feito o enquadramento passo à resposta:
Nos termos dos Estatutos do PS, os Congressos Nacionais Ordinários realizam-se de dois em dois anos. Tendo o último sido realizado em Novembro de 2002, o próximo realizar-se-á em Novembro de 2004. Não foi marcado agora, está agendado há muito, nos termos estatutários. Segundo o Secretário-Geral do PS já explicou, uma das razões para que nunca pudesse ser antes é a de que as eleições regionais implicam a mobilização de todo o Partido em acções exteriores. Agora, com a perspectiva de legislativas, essa mobilização ainda terá de ser maior. São prioridades que decorrem do interesse nacional no combate à política de direita.
Quanto à questão que o Rui levanta em relação a:
"(...)A aprovação no congresso de 2004 de um programa para a próxima legislatura constituirá um elemento de ruptura com a prática tradicional dos partidos no nosso país. Será um processo que, sob a direcção do Secretário-Geral, deve ser conduzido em todas as suas fases, desde já, tendo presente o objectivo central e pressupondo que, salvo qualquer alteração da vontade dos socialistas, deve ter continuidade do seu protagonista principal e candidato natural a primeiro-ministro.(...)"
Eduardo Ferro Rodrigues - Moção Fazer Bem pelo Futuro - XIII Congresso do Partido Socialista - 2002
As condições excepcionais derivadas da demissão do Primeiro-Ministro, a seu pedido, implicam que a aprovação referida se processe na Comissão Nacional (art.º 66 dos Estatutos). Decorre dos trabalhos que se têm realizado no âmbito do Gabinete de Estudos desde o último Congresso. (Ler o segundo parágrafo do texto que o Rui retirou da moção aprovada no Congresso de 2002)
Finalmente manifesto a minha estranheza sobre o levantamento, nesta altura, destas questões. O Primeiro-Ministro anunciou a sua demissão. Com isto envolveu o País na mais séria crise política dos últimos 28 anos. O Presidente da República ainda não decidiu sequer o que vai fazer. Os comentadores entendem que a questão em discussão é a altura em que o PS vai realizar o seu Congresso Nacional.
O País de rastos. Os portugueses na pior situação social desde os últimos vinte anos.
Não percebo aonde se quer chegar.
LNT
1:42:00 da manhã . - . Página inicial . - . Comentários (0)



terça-feira, junho 29, 2004
 
de costas[00.728/2004]
Histeria

Amanhã a histeria política que se tem avolumado nas últimas horas, em todos os quadrantes, ficará suspensa por 24 horas. É tempo de dar lugar à histeria do esférico.
De toda esta histeria que haja um só vencedor: Portugal.
CMC
7:13:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Coruja

[00.727/2004]
Definitivamente abriu a Silly Season (refeito)

Como se pode dizer que Lamego é o "testa de ferro" (opsss) de Vitorino?
Vitorino precisa de quem lhe abra o caminho?
O Partido Socialista não tem a direcção que elegeu no seu último Congresso por maioria muito mais de que absoluta?
Esta direcção não obteve junto do eleitorado resultados surpreendentes tanto nas legislativas, como recentemente nas europeias?
Quem não cumpriu os seus compromissos com o País, com o seu Partido e com a Coligação que fez, não foi Durão Barroso? (digo, José Manuel Barroso)
Antecipar o Congresso do PS para quê? E em nome de quê?
Que nervosismo vai nesta Blogos.
LNT
3:55:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Laranja[00.726/2004]
Questão europeia

Já que o consenso foi unânime em toda a Europa, já que a expectativa atinge fasquias nunca vistas, não haverá por aí nenhuma capital europeia que também queira levar um Alcaide? Muito nos honravam.
LNT
2:44:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Surdo[00.725/2004]
Nervoso miudinho à espera da honra [ II ]

Já soube que saiu sorridente de Belém. Ainda bem. Deus o proteja e que a tarefa não lhe seja pesada. Pelo menos que lhe seja mais leve do que cumprir as promessas que fez há dois anos. A Europa de braços abertos em expectativa e o homem, coitado, a ter ainda que se despedir da sua brilhante equipa de São Bento. Que o Santo o acompanhe também, e os beatos que cá ficam o iluminem nas suas decisões.
Que honra ter um português lá fora.
Não se pode dispensar a magna reunião extraordinária? não se pode livrar o homem deste último esforço, deste derradeiro sacrifício de ter de acompanhar o sorriso mais branco do País?
Aguardamos que a honra nos cubra. Ponham mais bandeiras nas janelas. Promova-se um Té Deum.
LNT
12:53:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Laranja[00.724/2004]
Destino português

Ser grande no exterior. Finalmente uma promessa eleitoral cumprida.
Portugal aumentou as exportações. Nunca mais nada será como de antes.
E, ainda por cima, com matéria-prima portuguesa.
Aguarda-se agora que outros mercados se abram.
Há ainda tanto mono para exportar.
LNT
12:28:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Surdo[00.723/2004]
Nervoso miudinho à espera da honra [ I ]

Estou ansioso, fechado nesta torre sem possibilidade de ser mosca para ouvir a conversa de Belém. Ninguém me trás notícias. Será que vai, será que fica? Será que nem a vidinha consegue decidir sem atirar as culpas para cima dos outros?
Que nervoseira que vai por aqui.
Tanta esperança de ver um português a ocupar o lugar mais importante da Europa, um dos mais importantes do Mundo e o homem não se decide. Ontem uma coisa, hoje outra e o País na ânsia de saber se se deve, ou não, sentir honrado. Todos a torcerem para que vá. Não será possível alterar a Constituição e permitir que vá já? Nem precisa de se manter em gestão por mais tempo. Dois anos já foram tanto tempo, coitado.
LNT
12:12:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Jorge Sampaio

[00.722/2004]
Eu confio

Com tantas manifestações, cada qual defendendo a sua dama, será que alguém pode convocar uma em nome de Portugal e do melhor que se quer para o país?
Ao ponto que estamos a chegar, por causa de uma pessoa. Não há pachorra para tanta torpeza.
Faço minhas as palavras do Luís: confio plenamente na opção (difícil) do Presidente da República portuguesa.
CMC
10:02:00 da manhã . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Tabuleta[00.721/2004]
Eleições

Há uns meses o Portugal político só respirava de e para as eleições presidenciais. Mas, nestas alterações, típicas da política, a eleição do próximo Presidente da República deixou de ser motivo de entusiasmo.
Actualmente, só importa o que irá fazer/decidir o actual residente do Palácio Cor-de-Rosa, em Belém.
As presidenciais de 2006 passaram para um recanto qualquer da arrecadação partidária. Lá mais para a frente há tempo para tratar do assunto.
É tempo, antevê-se, de as máquinas partidárias começarem a alimentar o seu motor.
Por enquanto, só o motor de um partido começa a aquecer, estando à beira de começar a funcionar. Mas só, ainda, entre muros.
CMC
1:01:00 da manhã . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
de costas[00.720/2004]
Política

A política tem destes casos...
Muitos dos que criticaram a senhora acabam por ser, agora, os primeiros a concordar com o seu ponto de vista.
Política!
CMC
12:17:00 da manhã . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Cestos

[00.719/2004]
Esclarecimento

Para que não subsistam quaisquer dúvidas, também eu confesso ser um adepto incondicional da honra que é para Portugal, o facto de Durão Barroso ir para Bruxelas.
Mais; entendo que seria uma super-honra que, para além dele, fosse também a Ministra da Fazenda para aplicar aos alemães e aos franceses a mesma receita obsessiva que aplicou ao portugueses de forma a controlar o défice.
Já o mesmo não posso dizer do Edil, uma vez que o túnel da Mancha está concluído. (naquela altura ainda não eram exigidos estudos de impacto ambiental)
Honre-nos pois, senhor ainda Primeiro-Ministro. Por muitos e longos anos.
LNT
12:00:00 da manhã . - . Página inicial . - . Comentários (0)



segunda-feira, junho 28, 2004
 
Notas[00.718/2004]
Adepto

Sou adepto da opção de Durão Barroso aceitar o cargo de Presidente da Comissão Europeia. Não se trata de um lugar qualquer.
Não sou adepto da teria da fuga. Não fui adepto dessa visão em relação a António Guterres e também não sou no caso de Durão Barroso.
Em suma, não se misture e iluda o que é distinto. O assumir do cargo de Presidente da Comissão é uma coisa. Haver ou não eleições antecipadas é outra.
Espero, e desejo, mas o actual Presidente do PPD saberá o que fazer, segundo a sua consciência, que José Manuel Durão Barroso proceda da mesma forma que António Guterres: os portugueses devem escolher o que querem para o seu país.
CMC
11:12:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Correspondência[00.717/2004]
Podem cozinhar-se chernes com o rabo na boca à moda de Bruxelas?

É sempre com espanto que se vê a pressa de quem opina (e ultimamente até com muito pouca pontaria) sobre o tempo de quem tem de opinar.
Dizem os brasileiros que: "quem tem pressa come cru".
Quais serão as razões obsessivas que levam um blogueiro a fazer dois, três post's por dia, a dizer mal de Ferro Rodrigues?
Será que esse Spin votará alguma vez no PS, seja quem for o SG?
Será que um verdadeiro Spin é aquele que, em vez de falar de quem cria os problemas a um País se entretém a disparar contra quem nada fez para que esta situação tivesse acontecido?
É que, enquanto o ainda PM não falar, não há nada para dizer, embora se saiba que a extrema esquerda gosta sempre de falar fora do tempo. Talvez por isso mesmo nunca passe de oposição. Antes, agora e depois.
Acabo como comecei: também existem Chernes de rabo na boca e como aqueles com que lidamos já deram voltas e voltas sobre si próprios, há que aguardar para falar com propriedade. Um líder partidário responsável não anda a correr contra o tempo para não ter de engolir o que acabou de dizer (Post [1249] e muitos outros).
LNT
PS - As opiniões do cidadão José Lamego representam tanto como as de qualquer outro militante do PS. Nem mais, nem menos. E se PG quer saber, também eu tenho intenções de me candidatar a Secretário-Geral do PS e a minha opinião é que Ferro Rodrigues faz muito bem em esperar pelo momento que o seu elevado grau de responsabilidade o faz esperar.
8:18:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Peixe
[00.716/2004]
Escutemos o Cherne

Com tanta gente aos gritos ninguém ouve o que os outros dizem.
Tenham calma! O cherne é um escamudo protegido pelas leis comunitárias.
Fala cherne! Queremos ouvir.
LNT
5:23:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Questões[00.715/2004]
Posso? [ VII ] (nova série)

Quantos seguirão o Cherne para Bruxelas?
LNT
5:20:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Questões[00.714/2004]
Posso? [ VI ] (nova série)

A indicação do Edil para São Bento é uma medida do Ministro da Segurança Social para protecção a famílias numerosas?
LNT
5:17:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Questões[00.713/2004]
Posso? [ V ] (nova série)

Está previsto algum túnel do bunker de São Bento para a tribuna da Assembleia da República?
LNT
5:16:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Questões[00.712/2004]
Posso? [ IV ] (nova série)

Se um Edil tem de ter um topo de gama um PM terá de ter uma gama de topos?
LNT
5:14:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Questões[00.711/2004]
Posso? [ III ] (nova série)

Se o Edil vier a ser PM quem o substituirá quando se candidatar a PR?
LNT
5:12:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Questões[00.710/2004]
Posso? [ II ] (nova série)

Se um Ministro da Guerra for para os Negócios Externos sai do Forte de São Julião e vai viver para as Necessidades? Se sim, já mandaram comprar papel para forrar as paredes?
LNT
5:10:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Questões[00.709/2004]
Posso? [ I ] (nova série)

Um MNE pode usar cabeleira ruiva nos Conselhos dos PALOPS?
LNT
5:04:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Bandeira Portuguesa
[00.708/2004]
Interesses nacionais e comprometimentos

Quando elegemos os nossos representantes para os cargos, estamos a delegar poderes para que, em nosso nome, alguém exerça as competências que a Lei lhe atribui.
Quando contribui para a eleição de Jorge Sampaio, fi-lo conscientemente, manifestei-lhe a minha confiança e agora aguardo serenamente o exercício desse poder delegado.
Não me parece curial que se aceitem as regras da democracia representativa, para que, em tempos de crise, se avoquem os poderes delegados. Por isso não me associei a qualquer manifestação para pressionar o Presidente da República. Sei que ele interpreta com clareza o sentimento dos portugueses e que, pelo melhor, resolverá a instabilidade criada pela sobreposição dos interesses pessoais do ainda Primeiro-Ministro aos da coisa pública e do comprometimento que assumiu com os portugueses há dois anos.
Apercebo-me também que a fuga à responsabilidade assumida por Durão Barroso, depois de ter destruído sistematicamente o aparelho do estado sem nada ter construído em alternativa, é o verdadeiro motor da crise gerada no meio de uma coligação de interesses que de político nada tem e, por isso, se revela sem sustentabilidade.
No PSD trava-se a batalha pelo controlo dos interesses que colocarão à frente da Nação os negócios privados assegurando a influência de apoio a outros voos pessoais mais altos.
Aventam-se soluções que chocam a Nação. Propõe-se um homem que representa uma minoria dos portugueses para decidir, no exterior, os destinos de Portugal. Um homem e um Partido que se submeteu ao escrutínio popular com um programa de relações externas diferente (e por vezes contrário) ao do Partido mais votado. Um homem e um Partido que nem sequer conseguem reconhecer a crítica que os cidadãos lhe expressaram nas últimas eleições, atribuindo a derrota única e exclusivamente ao Partido maior da coligação.
Sampaio saberá certamente equacionar todas estas questões. Aguardemos que o ainda Primeiro-Ministro explique aos portugueses as suas razões e informe das suas intenções.
Preocupados, porque de novo envolvidos no pântano em que os discursos da tanga e os movimentos anteriores que levaram o ainda Primeiro-ministro a denunciar junto de Bruxelas défices que depois não controlou, porque só mascarou (e em maior), representam mais dois passos atrás. Preocupado, mas confiante, pois sei que o garante da Constituição e da democracia ouvirá quem tem de ouvir e decidirá o que de menos-mal represente para o País.
A lição que ressai de tudo isto é clara. A política faz-se com homens sérios. Eleger gente só com base na boa imagem que campanhas de marketing promovem, terá de resultar em graves retrocessos para o País. Só serve para promover carreiras pessoais à custa do nosso sacrifício.
LNT
1:13:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Magritte

[00.707/2004]
Da legitimidade [ V ]

Já se percebeu que no seio do PPD há duas sensibilidades. Os pró e os contra a mudança prevista.
Os pró apenas pensam no dia de amanhã, com as possíveis benesses que podem vir a ter, por isso se compreende todo este aparato em vir a público concordar com a alteração.
Os contra prevêem o que há muito tempo limitam no interior do seu partido. Nada de aventuras e experiências conjunturais.
É desta luta, que pode ser fratricida para o próprio partido, entre o fácil e difícil, que o Presidente da República irá optar.
Se Sampaio fizer uma leitura (meramente) formal da Constituição, a coligação mantém-se. Se Sampaio fizer uma leitura política acabará por dissolver a Assembleia da República.
O que pode parecer mais paradoxal, da opção definitiva do Presidente da República, é que a escolha de Sampaio resultará principalmente do que as personalidades de peso político do PPD indicarem, muito mais do que aquilo que a oposição defende, clama e/ou protesta.
CMC
11:18:00 da manhã . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Adufe

[00.706/2004]
Ainda parabéns

Para além do Memória Virtual e do Janela para o Rio que já saudei lá mais para baixo, vejo que o Rui do Adufe também se lançou nesta aventura, faz hoje um ano.
O Adufe é um dos Blog's com que, primeiro o Ter Voz e agora o Tugir em português, sempre se mantiveram relações amistosas embora frontais e o Rui Branco sempre foi um companheiro virtual que tivemos na melhor das considerações.
Mais agora, depois dos solstícios de 2004, em que nos olhámos nos olhos.
É bom saber que se conta com gente como o Rui e a simpatiquíssima Mónica, o primeiro, escriba de primeira água e a segunda que lhe permite que o seja, para nos manter em boa forma tanto na informação sempre imparcial (com excepção da relativa à da candidatura de PG à presidência :) ) e dos saudosos contos com que nos foi mostrando um mundo de memórias do português "de lá".
Um grande abraço com a esperança que nunca desista do bom serviço que tem prestado.
LNT & CMC
9:12:00 da manhã . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Sobreiro

[00.705/2004]
Chaparros ( act. )

Foi debaixo deste chaparro, na abrasadora tarde que quase me sufocou a seguir ao almoço em Vila Nova de São Bento, que quis publicar este Post.
Não foi possível porque as interferências da Telefónica Espanhola inviabilizaram a transmissão e só agora, já em Lisboa e menos acalorado, me permito fazê-lo com algumas alterações.
O essencial fica transcrito:
"Debaixo deste chaparro, estão provavelmente mais de 40º. Na charca os acheganitos não saltam e os patos refrescam a goela. No trigo maduro a perdiz reune os sete perdigotos. Debaixo deste chaparro depois dos "secretos do pata negra" comprados para o braseiro em Rosal de la Frontera, onde tudo é mais barato devido ao menor IVA, adivinho todos os compadres da terra quente a dormir a sesta de portadas fechadas.
Debaixo deste chaparro, para cá do Guadiana, é tão indiferente o que Durão Barroso faz, como o que deixa de fazer, porque, debaixo deste chaparro, sentem-se e vêm-se coisas muito mais importantes que tudo o que é importante na Capital"
Fica o Post e a imagem do chaparro para que me possa lembrar.
Antes de dormir, fica um abraço pelo primeiro aniversário de um dos Blogs mais completos do mundo português. Para o Leonel Vicente autor do excelente Memória Virtual o agradecimento por todas as informações e pelo grande trabalho de pesquisa que tem desenvolvido em favor de todos nós.
Durmam bem e boa semana.
LNT
( act. ) - Já depois de acordado verifico que também o Nuno abriu a Janela para o Rio há um ano. Para ele vai também um abraço e o pedido de que não esmoreça. A nossa vida não é um Blog, mas os Blog's já fazem parte da nossa vida e a Janela que manteve aberta neste ano sempre proporcionou a corrente de ar que, mesmo na divergência, nos refresca.
LNT & CMC
2:15:00 da manhã . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Vieira da Silva

[00.704/2004]
Caro JPN

Nem todos os portugueses, como constatamos, são entusiastas da opção de José Manuel Durão Barroso. Aliás, o próprio JPN parece-me pertencer ao grupo de pessoas que não mostrou grande entusiasmo com a notícia. Está no seu direito. Como os restantes cidadãos que não se revêem na postura assumida pelo, por enquanto, Primeiro-Ministro português.
Porém, há um facto que é indesmentível, o cargo de Presidente da Comissão Europeia, que vê os seus poderes aumentados sucessivamente, é aliciante e arriscado.
Aliciante, porque estamos num contexto europeu completamente novo. Mais dez Estados e com outro alargamento à porta, é um grande desafio com que a União se confronta, para além das diferenças de projecto europeu que cada país/bloco de Estados têm para UE. Lidar com estas e outras situações, de grau complexo, é de um enorme entusiasmo, mas também de precaução. Acrescento mais. Talvez só alguém proveniente de um país de média (o caso português) e pequena dimensão é sensível a factores de coesão e solidariedade entre os 25. A experiência e sensibilidade a estes casos só é própria de um cidadão oriundo destes países de média e pequena dimensão. Neste caso, há esta vantagem e Durão Barroso preenche-a.
Se para os países da coesão (Portugal, Espanha, Grécia e Irlanda), pela (possível) manutenção de fundos estruturais necessários para o desenvolvimento de determinados sectores a sua nomeação é importante, a sensibilidade, que acima referi, é fundamental para a maioria dos países, com a excepção da Polónia, que recentemente aderiram, para que haja uma integração bem sucedida, bem como é determinante para os próximos candidatos: Bulgária, Roménia e Croácia, sem esquecer, evidentemente, o entusiasmo de Durão Barroso na adesão da Turquia à UE.
Por outro lado, pode ser arriscado, no sentido de a sua liderança ser menos bem sucedida. O seu trabalho pode não alcançar as metas a que se tinha, ou melhor, que vai ter de propor e pode falhar. O que é indesejado.
Quanto à comparação que o jpn faz com G.W.B., devo dizer-lhe que ela não é a mais feliz. Não tem enquadramento plausível. Contudo, afirme-se: há que respeitar a escolha dos cidadãos norte-americanos, os mesmos que em breve serão chamados a pronunciarem-se sobre a sua, de G.W.B., actuação e sobre o futuro que querem para o seu país.
No que diz respeito ao Primeiro-Ministro luxemburguês, de ter declinado o convite para Presidente da Comissão, ele fê-lo por que o manifestara antes, quando o seu nome tinha sido colocado na mesa das negociações. Importa lembrar que no passado dia 13 de Junho, para além das eleições europeias, o Grão-Ducado também teve eleições legislativas, tendo Juncker ganho. Ou seja, ele assumiu o seu compromisso com os luxemburgueses, como Durão Barroso assumiu com os portugueses em 2002. Mas, não façamos leituras lineares. Juncker estava no momento de escolha, Durão Barroso não.
Há quem diga, nesta referência, que o luxemburguês podia ter ido e não foi, acabou por ir o nosso. Mas, questiono: terão os 24 responsáveis governativos manifestado o mesmo apoio unânime a Juncker como foi exibido a Barroso? Que eu saiba não.
A União acabou por chegar à situação de só o Primeiro-Ministro português reunir consenso. Este é que é o facto incontornável.
O jpn considera que Durão Barroso é "pessoa com um grandessíssimo conceito de si mesmo" e eu concordo, em parte, consigo. Se não o fosse, certamente que nunca teria chegado, primeiro ao lugar de Presidente do PPD e depois de Primeiro-Ministro. Podemos não gostar, não simpatizar, mas os líderes se não tratarem, em (até) certa medida, de si próprios, sujeitam-se a ser marionetas.
Ele teve a oportunidade. Agarrou-a. Quanto a mim faz bem e desejo-lhe as maiores felicidades. Se for bem sucedido, certamente que todos nós seremos beneficiados.
O alcaide da capital, putativo sucessor de Durão Barroso, já disse várias coisas. Se reparar com atenção nos traços gerais das suas teses, do ainda alcaide de Lisboa, ele sempre defendeu que quem fosse Presidente do partido não deveria ocupar o cargo de Primeiro-Ministro. Agora parece estar à beira de ocupar os dois cargos, mas isso só saberemos daqui a uns dias.
Por enquanto, falta Durão Barroso assumir o cargo para o qual foi convidado oficialmente e esperar, depois, pela atitude do Presidente da República.
CMC
12:15:00 da manhã . - . Página inicial . - . Comentários (0)



domingo, junho 27, 2004
 
Magritte

[00.703/2004]
Da legitimidade [ IV ]

Os dois partidos da coligação acabaram por declarar, entrelinhas, pública e oficialmente o que desde sexta era já uma certeza: Durão Barroso será o próximo Presidente de Comissão Europeia.
Depois da Ministra da Fazenda ter dado sinais de desagrado com o possível sucessor do presente Primeiro-Ministro, o Ministro dos Assuntos Parlamentares foi mais peremptório: há uma falta de legitimidade, se a remodelação que se prevê for efectuada, ou seja, sai um entra outro.
As legitimidades, internas, começam a ser colocadas em causa.
Primeiros sinais de destacados membros próximos do cavaquismo, indiciando que a mudança não pode ser feita de qualquer forma.
Destacados militantes do PPD tinham manifestado com a solução que pode estár a ser cozinhada.
Desta feita são os pesos políticos do Governo.
Primeiro, defendem a herança de oito anos de maioria absoluta, jamais esquecendo quem fez a cama ao Professor de Boliqueime.
Segundo, marca-se espaço político dentro do partido, como outra via há que propende a consagrar-se.
Terceiro, pretende-se, desde já, separar as águas de uma agora provável fusão, a médio prazo, entre os dois partidos, caso a liderança bicéfala da coligação seja realmente desempenhada pelos dois amigos, que em 2001 se confrontaram nas autárquicas da capital.
CMC
7:40:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Bolos Algarve

[00.702/2004]
Terceiro e último Post caro

Ainda sem grande vontade de dizer o que me vai na alma, hoje, em que o quarteirão de aniversários duplicou com o acrescento de mais um, num dia em que os Deuses me permitiram azul, mar, calor, um peixe grelhado do melhor que navega para cá da fronteira de Ayamonte, uma sesta debaixo da palhota da praia, uns miminhos da Luisa, de tantos telefonemas, a alegria de me saber livre do Presidente do Conselho fujão, da sua Ministra da Fazenda (e de muitos outros) e para finalizar o dia, um quase Jack Pot oferta do Casino de Monte Gordo, recebi a notícia que o almoço de amanhã se fará no churrasco com pata negra para os lados de Vila Nova de São Bento.
Segunda-Feira será dia de regresso às lides dos Sistemas, prevejo que com sistemas complexos como ajuste de contas ao ripanço que amanhã acaba.
Em intervalos ou já em casa, agradecerei a todos os que deixaram a sua simpatia nos comentários do Tugir e se tiver tempo, reflectirei sobre o descrédito da democracia.
Antes de desligar um pequeno comentário em forma de questão:
Se você fosse um político profissional desde os tempos de estudante, (e por isso não soubesse fazer mais nada) tivesse de aturar uma cambada de incompetentes que consigo acabaram de ser alvo de repreensão grave dos seus concidadãos, tivesse compromissos com uma força política menor que o obrigassem a ceder aos seus ideários, o seu número dois fosse um galo da índia, megalómano, pedante e incapaz que todos os dias lhe tentasse "fazer a cama", tivesse os baronetes locais a exigir o que lhes não podia dar, o Marcelo Rebelo de Sousa, o Luis Delgado e o Paulo Portas a dizer bem de si, o Bush a torcer pela re-aliança com a Europa para ver se se safa a tempo das alarvidades do Iraque, a possibilidade de uma só penada dar cabo de um Comissário Europeu competente que lhe fazia sombra e, finalmente, o apoio dos lideres políticos europeus que, aproveitando o facto de poder dar um sinal de boa vontade ao Tio Sam, indigitando o mais insignificante dos da fotografia dos Açores (pela sua pequenez não os assusta) para um cargo internacional com cada vez menor relevância, você, caro leitor deste Post, não optaria pela fuga? Então qual a admiração?
Agora vêm com as convocações para pressionarem o PR. Bloco-esquerdisses pois então, que lhes ficam bem porque não tendo apoiado a eleição do PR, não confiam no seu bom senso. Quem confiou, faça como este mísero bloguista. Vá até ao Alentejo e deixe-se de tretas porque será feito aquilo que tem de ser feito. Mais, percam de vez esse complexo de que andam na calha do BE. Desfaçam de vez esses complexos. O BE não é concorrente do PS. Como se diz hoje em dia os públicos alvo são distintos e o PS nunca pretendeu a conversão da extrema-esquerda.
Sampaio saberá o que fazer. Eu confio.
LNT
3:22:00 da manhã . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Notas[00.701/2004]
Presentemente

O meu telemóvel recebeu várias, sempre as mesmas, mensagens, convocando-me para ir, hoje à tarde, pelas 19 horas, a Belém.
Se recebesse a mensagem há uns meses diria que poderia ser uma hipótese de entrar numa selecção qualquer para ser candidato presidencial.
Presentemente, as eleições presidenciais de 2006 parecem muito distantes, quando há pouco tempo pareciam tão próximas.
Presentemente, a remodelação governamental vai acontecer, quando há pouco tempo parecia inevitável.
Presentemente, a política portuguesa começa a importar aos cidadãos deste país, quando há pouco tempo só a bola era (e é) importante.
Tenho de responder ao jpn e à Sibylla. Mas, perdoem-me caro e cara amiga, isso ficará para depois.
São duas da manhã, hora ideal para ver o último filme da trilogia de Tolkien, que ainda não vi.
Vamos ver, nos próximos dias, quem é o senhor que vai receber os anéis do poder...
CMC
2:01:00 da manhã . - . Página inicial . - . Comentários (0)



sábado, junho 26, 2004
 
Magritte
[00.700/2004]
Da legitimidade [ III ]
Se...
... a confirmar-se o nome da pessoa que tem sido veiculada nas últimas horas para o cargo de Primeiro-Ministro, será que, caso não haja eleições antecipadas, o hipotético futuro líder do executivo português se confrontará com uma nova oposição?
Isto porque, a remodelação governamental será vasta e muitos dos Ministros e Secretários de Estado que hoje pertencem a este Governo estão à beira de (re)ocupar o seu lugar de deputados em São Bento e, desta forma, mesmo pertencendo ao mesmo partido político, as suas relações políticas (entre possível Primeiro-Ministro e futuros ex-membros deste Governo) só se circunscrevem, praticamente, na cor do cartão de militante.
CMC
11:31:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
 [00.699/2004]
PARABÉNS

Hoje é dia 26 de Junho e um dos membros desta casa faz anos. Por isso, e apesar da distância geográfica e virtual, a que se submeteu, e bem, são dados os Parabéns ao menino Luís.
As felicitações são também estendidas a outro aniversariante, o estimado Nuno.
CMC
11:24:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Magritte
[00.698/2004]
Da legitimidade [ II ]

Em dez anos de mandato, este deve ser, quase de certeza, o momento político mais difícil para o Presidente da República.
Entre a leitura da Lei, que lhe indica que deve manter o que existe, e a leitura política, que lhe diz que deve convocar eleições antecipadas, Jorge Sampaio tem a, indesejada neste momento, faca e queijo na sua (exclusiva) mão.
A sua opção será crucial para os próximos anos.
Não é uma opção fácil, mas o seu cargo também está talhado para estas árduas função de optar entre A e B.
Compete-lhe, com a serenidade que lhe é reconhecida, optar pelo que entende ser o melhor para Portugal.
CMC
P.S.- Mais tarde terei oportunidade de dialogar com mais tempo com o jpn, assim como, cara Sibylla, lerei que vocábulos estão a ser fanaticamente copulados.
3:57:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Tabuleta[00.697/2004]
Coisas da capital

Que me lembre, nunca um município perdeu e remodelou tantos eleitos como o actual executivo da Câmara Municipal de Lisboa.
Henrique de Freitas, Carmona Rodrigues, Paulo Portas, Pedro Feist já passaram pelo Governo da cidade e, segundo consta, desta vez sai o Presidente.
CMC
1:49:00 da manhã . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Magritte
[00.696/2004]
Da legitimidade [ I ]

A saída de Durão Barroso significa uma mudança substancial no Governo. Para quem reclamava a remodelação, ela aí está, mas da forma mais inesperada.
PPD e CDS não deixam de ser os partidos com maioria no Parlamento e continuam, por isso, a ter legitimidade de governar o país.
Mas, se nos termos formais essa legitimidade existe, não se omita este facto importante, do ponto de vista real, e aos olhos de muitos portugueses, a legitimidade deste Governo com novo Primeiro-Ministro, sem se ter submetido a sufrágio, não é assim tão certa.
Em primeiro lugar, no mês de Março de 2002, a maioria dos eleitores que se deslocaram às urnas atribuíram a vitória ao PPD, desejando que o Primeiro-Ministro de Portugal fosse Durão Barroso. Este, por decisão própria e do seu partido, decidiu formar uma coligação com o CDS, que permitisse ao executivo, a formar, ter uma estabilidade, do ponto de vista da viabilidade do seu programa para o país, na Assembleia da República. Assim foi.
Agora, Durão Barroso sai e naturalmente tem de ser substituído no seu cargo. Ora, o sucessor de Durão Barroso não tem a mesma legitimidade, das urnas, que o futuro Presidente da Comissão Europeia tem. Isto significa, que o próximo Primeiro-Ministro português será escolhido pelo cargo mais cimeiro que ocupa no partido ao qual Durão Barroso pertence e preside. Em república, nada como adoptar um método tipicamente monárquico. Contradições em que a política é fértil.
Em suma, formalmente, a coligação deve continuar a governar. No sentido real, a sua legitimidade não é completa.
CMC
1:38:00 da manhã . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Durao Barroso Congresso

[00.695/2004]
Bom trabalho, em prol de todos nós

A confirmar-se como próximo Presidente da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso dá a Portugal, ainda que muitos cidadãos não o compreendam, uma enorme alegria e um grande prestígio ao nosso país.
Ter um português num dos lugares mais importantes da actualidade é motivo de orgulho nacional.
O futuro Presidente da Comissão confrontar-se-á com uma complexíssima realidade europeia e mundial, por isso resta-nos desejar que o ainda Primeiro-Ministro português seja bem sucedido no seu futuro posto, pois caso o seja, são 25 (e futuramente 28 - desejo que em breve seja permitida a adesão da Turquia) os países europeus, entre os quais Portugal, que serão os grandes beneficiados.
Felicidades José Manuel Durão Barroso.
CMC
12:57:00 da manhã . - . Página inicial . - . Comentários (0)



sexta-feira, junho 25, 2004
 
Jorge Sampaio

[00.694/2004]
Segundo Post caríssimo

O Sol em Altura tem estado radioso.
Belíssimos dias de praia enquanto se recupera das emoções do jogo de ontem.
Bendito Sol, bendito mar, bendito País.
Quanto ao resto, a enorme confiança que me merece o nosso Presidente da República, deixa-me descansado.
Ninguém me convencerá que ele precise de ser pressionado para tomar a atitude que se impõe.
Quando ao Presidente do Conselho já por várias vezes me senti tentado a dizer que ele faria o que se prepara para fazer. O compromisso que assumiu com os portugueses nunca foi mais do que o de uma carreira pessoal.
Depois do Algarve, será Alentejo. Secretos e tinto de reserva pessoal.
Sossegado, porque Jorge Sampaio é o nosso Presidente.
Desta vez sim, porque é caro fazer Post via TMN.
E como 26 é dia de nascimento aqui do blogueiro, nem sequer verei o Blog.
Até 2º Feira.
LNT
10:41:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Durao Barroso Congresso

[00.693/2004]
O escolhido?

O nome de Durão Barroso começa a ganhar contornos mais próximos de candidato bem sucedido ao cargo de Presidente da Comissão.
Uns opõem-se: França, Alemanha e Espanha continuam a ter presente na memória a Cimeira dos Açores, enquanto outros apoiam: Reino Unido, Itália, Dinamarca apoiam o amigo que esteve ao lado das forças da Coligação. Podendo o líder do PPD contar com o suporte do PPE.
O braço-de-ferro trava-se com o eixo Madrid-Paris-Berlim. Mas, se a presidência irlandesa quiser concluir com sucesso o seu mandato que termina neste mês de Junho precisa de encontrar o sucessor de Prodi e só tem 5 dias, o fim do mês está à porta.
Seria uma coincidência se Durão Barroso fosse o escolhido, no momento em que o Presidente norte-americano se desloca à Europa para a Cimeira UE/EUA, na próxima semana. Talvez houvesse um resfriado nas bandas do Eliseu, caso isto sucedesse.
Do ponto de vista interno, Portugal ficaria num impasse. Convocaria o Presidente da República novas eleições ou daria à coligação governamental a possibilidade de escolher o nome que sucederia ao presente Primeiro-Ministro português? E neste caso, quem seria o sucessor?
Mesmo com muita bola à mistura, os próximos dias, até ao final de Junho, serão politicamente quentes, a nível europeu e, por inerência, português.
CMC
2:26:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Notas[00.692/2004]
A Rosa continua a subir e a laranja a descer

A sondagem que hoje é publicada coloca o PS à beira dos 50%, 48% rigorosamente, de intenções de voto, existindo, também, uma subida da popularidade de Ferro Rodrigues.
Para o PS, estes números revelam duas coisas. O partido soube granjear a vitória alcançada nas europeias e Ferro Rodrigues soube aproveitar o momento, que lhe era favorável, quando na noite das eleições anunciou a sua recandidatura ao cargo de Secretário-Geral dos socialistas.
Um facto interessante e a ter em conta, na subida de popularidade de Ferro Rodrigues, que a ficha técnica da sondagem indica, é o período de realização da consulta, que coincidiu com o momento em que se conheceram mais candidaturas ao cargo de Secretário-Geral do PS.
Quem perde, e muito, é o PPD. De sondagem em sondagem a tendência indica um dano significativo. Ao quedar-se nos 30%, o sinal começa a ser dado com mais incidência. Para o PPD inverter esta propensão de declínio a coligação com o parceiro tem de terminar ou mudar substancialmente, sob pena de se ver arrastado para valores mais baixos como os que o CDS tem recolhido.
À esquerda o PCP continua na agoniante linha de decréscimo, enquanto o BE mantém a sua consolidada ascensão, se bem que, e mais uma vez, pessoalmente, duvide que o Bloco tenha na realidade os números que a sondagem indica: 10%.
Nota-se que a esquerda é a preferida, neste momento, quando há uma ausência de protagonismo da direita.
CMC
1:52:00 da manhã . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
 [00.691/2004]
Post caríssimo

Via telemóvel, mas que não podia deixar de fazer para vos dizer que nesta terra de calor, mar e Sol, neste Algarve de Altura a Cabanas de Tavira, foi toda a gente para a rua comemorar a vitória sofrida de Portugal.
Todos os estrangeiros o fizeram também. Parece que os ingleses não eram os preferidos para os muitos holandeses, alemães, franceses, espanhóis etc. que por aqui festejam de verde e vermelho.
Um abraço e até 2ª Feira
LNT
12:24:00 da manhã . - . Página inicial . - . Comentários (0)



quinta-feira, junho 24, 2004
 
Café[00.690/2004]
Embriaguez esférica

Mais uns dias de letargia para Portugal.
A embriaguez da bola vai continuar.
Amanhã e depois é tempo de ressaca inglesa, depois de estudo aprofundado do melhor adversário, ou os senhores da terra das tulipas ou os filhos dos vikings.
Entretanto o país anda à deriva e Portugal só dá bola!
CMC
11:20:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Portugal
[00.689/2004]
Laranjas ou amarelos?

Arriscou, ganhou.
A sorte esteve tão presente que de uma cajadada matou dois coelhos. O primeiro prende-se com o goleiro. Depois das críticas à convocação de um e à desconvocação de outro, as cobranças máximas foram venturosas. O segundo com as mudanças que ninguém, só o treinador, fez neste jogo.
CMC
11:04:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)



This page is powered by Blogger. eXTReMe Tracker